Sabonete Íntimo: saiba como escolher o melhor para você


As opiniões são controversas. Há quem diga que o uso do sabonete íntimo faz toda a diferença, mas há quem defenda que ele não é tão necessário assim. A ginecologista Carolina Curci, do Centro Médico Anália Franco, afirma que há, realmente, uma divisão entre os profissionais dá área. “Alguns apoiam, outros não. Eu, particularmente, sou a favor, pois favorece a manutenção da higiene íntima e proporciona melhor sensação para a mulher. Se minha paciente relata essa melhora na qualidade de vida dela, eu apoio com certeza. Afinal de contas, se sentir sempre bem é o mais importante”, afirma.

A principal diferença dos sabonetes íntimos em relação aos sabonetes comuns está no pH, ou potencial hidrogênio irônico. Os comuns têm o pH básico ou neutro, enquanto os íntimos têm o pH ácido. Para a região íntima, o ácido é considerado ideal, mas ele pode sofrer variações causadas por umidade da pele ou disfunções hormonais e, por isso, é importante mantê-lo equilibrado. “A composição do pH dos sabonetes íntimos (o ácido lático) mantém a flora vaginal adequada, previne infecções e dá uma sensação de bem estar prolongada. Algumas situações, como o estresse, a baixa resistência ou até mesmo o desequilíbrio hormonal causado pela aproximação da menopausa, podem causar um desbalanceamento do pH no organismo, predispondo o surgimento de infecções”, diz.

Devido aos pelos da região e à presença normal de micro-organismos próprios da pele, não é recomendável se lavar apenas com água. O sabonete comum também não é indicado, por ter componentes mais agressivos e, em algumas mulheres, pode até mesmo apresentar alergias. E a ducha deve ser evitada, pois faz muito mal à saúde da região vaginal, especialmente se feita diariamente. Ela destrói a flora vaginal de defesa, os lactobacilos e, dessa forma, favorece o aparecimento de infecções, coceira e sensação de ressecamento vaginal.

A ação do sabonete íntimo é tópica, ou seja, na pele, e sua absorção para o corpo da mulher é mínima. Ele pode ser usado diariamente, até mesmo durante os dias de menstruação ou na gravidez. Na hora de escolher o produto, é importante ficar de olho em algumas característica: se é dermatologicamente testado, se foi desenvolvido para o uso feminino, e se o pH é adequado para a região íntima. “ Os produtos hipoalergênicos, com componentes naturais e suaves são os melhores. Mas somente o ginecologista poderá indicar o mais adequado para cada paciente”, finaliza.
E você o que acha do sabonete íntimo? Comente :)

5 comentários:

  1. Eu gosto de usar sabonete intimo!Foi bom saber sobre o ph e a diferença entre sabonete comum e o intimo!

    ResponderExcluir
  2. Gosto sempre dos temas publicados. Parabéns. Bjos
    Celinha

    ResponderExcluir
  3. Que bom que estão gostando e obrigado meninas!

    ResponderExcluir
  4. Sempre completo!
    Muito bem informativo também.
    Eu uso e quando estou sem ele, minha tia que é enfermeira falou que na falta de sabonete íntimo, pode usar o shampoo de bebê, pois não agride também. Ela escutou em uma palestra no Hosp. das Clínicas.

    ResponderExcluir