Cuidados para não manchar a pele ao usar autobronzeadores.

 Ficar sob o sol só para se bronzear já não faz mais nenhum sentido. Só representa uma atitude de desrespeito e agressão à pele e à saúde, quase tão cruel quanto acender um cigarro. Hoje em dia aproveita-se o dia, o mar e a piscina com muito mais proteção e por bem menos horas. Mas, nem por isso, a tonalidade bronzeada deixou de ser sinônimo de beleza e até vitalidade. O sol sempre foi necessário à vida e, agora, passamos a simular essa condição.  

 Existem diversas opções de cosméticos com esta propriedade nas prateleiras do mercado, além de procedimentos de pintura à jato. Versões disponíveis em creme, gel, spray e emulsão tingem a pele de modo gradual, após duas ou três semanas, ou rapidamente após cerca de quatro horas depois do uso. Os autobronzeadores geralmente são ricos em dihidroxiacetona (DHT). "A substância é capaz de mudar a cor da camada superficial da pele e raramente causa alergia", explica a especialista em cosmiatria (dermatologia estética) Raquel Tancsik Cordeiro. E mais: o bronzeado pode durar até sete dias. 

 O primeiro passo e o mais importante é fazer o teste do produto em uma pequena área do corpo para ter certeza que não há predisposição alérgica e também para se ter uma noção de como ficará a cor. Pessoas têm tons de peles diferentes e, em cada uma, a loção causará um bronzeado distinto. Passe em lugar escondido e veja como ficou depois de quatro horas. O tom deve ser dourado e nunca alaranjado.

 Os cremes de bronze gradual podem ser usados diariamente, pois eles hidratam a pele ao mesmo tempo que bronzeiam. Suas fórmulas têm o mesmo princípio ativo dos autobronzeadores, só que em menor 
quantidade.

 A aplicação é o principal segredo do uso de autobronzeadores. A recomendação é para que se faça sempre uma esfoliação no banho para eliminar o excesso de células mortas. Seque-se bem e não passe nenhum outro creme ou hidratante antes. Prefira aplicá-lo sempre nua e na frente do espelho. Se tiver pele muito clara, o uso de luvas cirúrgicas pode evitar manchas nos dedos e cutículas. Use porções pequenas, localizadas e espalhe bem. Não esqueça nuca, orelhas, pescoço e pés.  

 Não há nenhuma contraindicação séria para o uso no rosto, mas é sempre bom evitar a região dos olhos, cílios e sobrancelhas. A raiz dos cabelos também pode manchar mais facilmente. O mesmo cuidado deve ser tomado nas regiões que já tendem a ser mais escuras no corpo, como cotovelos e joelhos.

 Peça a ajuda de alguém para passar o autobronzeador na parte de trás de seu corpo. Mantenha-se nua por, pelo menos, 20 minutos até o produto secar totalmente. Só então você deve se vestir para evitar mancha nas roupas. Caso não tenha usado luvas, logo após a aplicação, lave bem entre os dedos das mãos e cutículas das unhas, para remover excessos de creme acumulado. O aspecto bronzeado aparece de uma a três horas depois. 

 É sempre importante ler atentamente todas as recomendações do fabricante na embalagem para evitar acidentes.

 Lembre-se de que autobronzeadores nem sempre têm FPS, portanto seu uso não elimina a necessidade de aplicação de protetor solar diariamente. 

6 comentários:

  1. SOU MUITO BRANCA, E NAO GOSTO MUITO DE ME BRONZEAR

    ResponderExcluir
  2. mas acho bem legal o auto bronzeamento

    ResponderExcluir
  3. Já utilizei duas marcas de autobronzeador, não tive sucesso em nenhuma vez, minha pele ficou manchada, horrível, não esperei 4h para secar como ensina a especialista Raquel =(

    ResponderExcluir
  4. Acho lindo uma pele bronzeada, não posso tomar sol porque fico manchada e minhas sardas aumentam, então os bronzeadores são uma ótima opção, além de ser baratos.

    ResponderExcluir
  5. No sol fico parecendo um pimentão rsrs

    ResponderExcluir